Corinthians perde pênalti, Pedrinho salva no fim e evita derrota para Cruzeiro

Pedrinho evitou revés do Timão na Arena Corinthians nesta quarta-feira (Foto: Reprodução/SporTV)

Duas vitórias e um empate. Este é o saldo da intertemporada do Corinthians. Nesta noite de quarta-feira, na Arena Corinthians, em Itaquera, o Timão empatou com o Cruzeiro de Mano Menezes pelo placar de 2 a 2. Paulo Roberto e Pedrinho, que iniciaram no banco de reservas, marcaram os gols alvinegros.

O público que foi à Arena (cerca de 37 mil pagantes) viu dois times disputarem o amistoso como um verdadeiro clássico interestadual. Os ânimos se afloraram no fim do primeiro tempo e, ainda que fosse uma partida sem caráter oficial, sobrou reclamação até para a arbitragem do juiz paulista Lucas Canetto Bellote.

O Timão fez partida razoável dentro de seus domínios. Cresceu de produção depois do intervalo e teve, nos pés de Jadson, a oportunidade de empatar o embate logo nos minutos iniciais do segundo tempo. Porém, o camisa 10 desperdiçou pênalti sofrido por Roger.

Coube a Pedrinho, então, definir o placar da noite. Aos 38 minutos, Marquinhos Gabriel fez bela jogada pela esquerda e cruzou na medida para Pedrinho, que arrematou firme, de primeira, anotando o segundo dos corinthianos em Itaquera.

Para o jogo desta quarta, Loss não contava com Fagner (folga pós-Copa), Ralf (recuperando-se de dores na panturrilha) e Clayson (incômodo no joelho direito). Em contrapartida, Cássio puxava a lista de novidades, seguido por Mateus Vital e Matheus Matias.

No usual 4-2-3-1, o Timão foi a campo com a seguinte escalação: Cássio; Mantuan, Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Renê Júnior; Ángel Romero, Rodriguinho e Mateus Vital; Matheus Matias.

A equipe da casa conseguiria crescer de produção e diminuir a vantagem visitante antes do intervalo, mais precisamente aos 37 minutos. Vital achou Rodriguinho dentro da área, o camisa 26 girou sobre o defensor e cruzou rasteiro para Matheus Matias. O jovem centroavante não conseguiu alcançar, mas viu a bola sobrar limpa para Paulo Roberto. O volante/lateral não desperdiçou, finalizou de primeira e anotou o primeiro do Timão na noite.

Quem compareceu à Arena viu um jogo pegado, tal qual um duelo de Brasileirão. Ninguém estava disposto a tirar o pé. O lateral Edílson, por exemplo, deu pontapé em Vital e recebeu cartão amarelo. Em outro lance, Paulo Roberto cometeu falta dura em Rafinha próxima ao banco de reservas cruzeirense, gerando bastante reclamação. “É um clássico do futebol brasileiro. É jogo de preparação, mas queremos ganhar e eles também querem”, resumiu o lateral, que enfim marcara seu primeiro gol pelo clube.

Loss fez duas trocas no intervalo: sacou Renê Júnior e Matheus Matias para as respectivas entradas de Jadson e Roger. Também abriu mão do esquema tático 4-2-3-1 pelo antigo 4-1-4-1, com apenas um volante de marcação e dois armadores.

As alterações não demoraram a surtir efeito. Aos 17 minutos, após troca eficiente de passes, Danilo Avelar achou Roger dentro da área. O centroavante alvinegro se antecipou, foi encostado pelo goleiro Fábio e tratou de se jogar, ganhando pênalti a favor dos donos da casa. Jadson se encarregou da cobrança, mas bateu por cima, longe da meta cruzeirense.

Como esperado, Loss aproveitou a reta final da partida para rodar o time. Marquinhos Gabriel, Pedrinho, Léo Santos, Rodrigo Figueiredo e Juninho Capixaba deixariam o banco de reservas. E apesar das várias mudanças, a equipe mandante soube evitar a derrota.

A poucos minutos do apito final, Marquinhos Gabriel encontrou Pedrinho dentro da área. O jovem alagoano não perdoou e bateu de canhota, marcando o segundo do Corinthians frente ao Cruzeiro.

Fonte: Meu Timão

Leia também:
Presidente do Corinthians confirma acerto com Douglas
Jadson diz que só falta assinar e confirma renovação com o Corinthians
Corinthians vence Botafogo em noite de golaço de Rodriguinho e Cássio inspirado
Corinthiano Júnior Dutra é anunciado por clube carioca; Fiel aguarda por Douglas