Jô pede para voltar, mas Corinthians desanima ao saber que japoneses recusaram oferta de Carille

Jô fez seis gols em 15 jogos do Campeonato Japonês; equipe é lanterninha (Foto: Divulgação)

A recusa de uma oferta milionária do Al Wehda, nova equipe árabe do técnico Fábio Carille, desanimou os dirigentes do Corinthians e findou as chances de Jô retornar ao clube nesta janela de transferências. Parece confuso, mas não é.

A diretoria do Timão foi avisada da vontade do centroavante de deixar o Nagoya Grampus, lanterna do Campeonato Japonês. Quase simultaneamente, os dirigentes ficaram sabendo que o clube japonês recusou uma oferta de US$ 3 milhões (cerca de R$ 12 milhões) pelo empréstimo de um ano.

Ciente da falta de dinheiro e de que o Nagoya Grampus deu de ombros a uma boa oferta apenas pelo empréstimo do jogador, os cartolas corinthianos desistiram de tentar qualquer tipo de acordo pela repatriação do ex-camisa 7, que foi artilheiro do elenco e do Brasileirão em 2017.

A tendência é de que Jô faça uma nova tentativa de deixar o Japão em janeiro do próximo ano, quando reabrirá a janela de transferências. Da mesma forma, é bem provável que Andrés Sanchez e os dirigentes do Corinthians busquem outros nomes para reforçar a equipe para o segundo semestre.

Fonte: Meu Timão

Leia também:
Fagner joga, defesa passa ilesa, e Brasil vence Costa Rica pela Copa do Mundo
Léo Jabá se torna transferência mais cara de clube grego; Corinthians deve lucrar
Corinthians volta a ter interesse no centroavante Jonathas
Fagner ganha chance e será titular da Seleção Brasileira contra a Costa Rica