Roger marca, mas Corinthians fica no empate com o Santos na Arena

Pedrinho não viveu noite inspirada na Arena Corinthians nesta quarta-feira (Foto: Reprodução/TV)

O Corinthians recebeu o Santos na noite desta quarta-feira, na Arena, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Com gols de Roger e Victor Ferraz, o clássico paulista terminou empatado em 1 a 1.

Em seu primeiro clássico no comando do Corinthians, o técnico Osmar Loss contou com o retorno de Ángel Romero ao time titular. O paraguaio se recuperou de um estiramento muscular na coxa esquerda e foi dúvida até minutos antes da partida começar.

O Corinthians que iniciou o duelo, no esquema 4-2-3-1, foi: Walter, Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Pedrinho, Rodriguinho e Romero; Roger.

Com o empate, o Corinthians chegou aos 15 pontos em dez jogos disputados. Com um aproveitamento de 50%, a equipe alvinegra ocupa a oitava colocação na tabela. O Brasileirão ainda tem mais dois jogos antes da parada da Copa do Mundo – o Timão recebe o Vitória, no sábado, na Arena, e ainda visita o Bahia, na quarta-feira, 13.

Muitos levantamentos; zero gols

O Corinthians começou o primeiro tempo levemente melhor e com mais posse de bola que o Santos. Apesar de se aproveitar do fator casa, o jogo foi bem estudado nos primeiros minutos, sem grandes chances para nenhum dos dois lados.

Aos 28 minutos, Jean Mota cobrou falta na área e Sasha mandou a bola para o fundo do gol, mas três jogadores do Santos estavam impedidos e a jogada foi anulada pelo auxiliar Rodrigo Correa.

O lance deu uma animada nos visitantes e minutos depois, aos 32, Walter precisou fazer uma boa defesa. Em contra-ataque, Gabriel passou para Victor Ferraz, que encontrou Rodrygo na entrada da área. O jovem cortou para o meio e chutou forte, parando no goleiro do Corinthians.

O Corinthians tentou criar chances lançando bola para Roger, na área, mas a defesa do Santos não facilitou. Foram 20 bolas cruzadas na tentativa de encontrar o centroavante – 18 erradas.

Ainda antes do fim do primeiro tempo, Gabriel protagonizou um lance inacreditável, porém bom para o Corinthians. Em cobrança de escanteio, a bola sobrou para o atacante, completamente sozinho, só empurrar para dentro do gol. O camisa 10 do Santos pegou de canela e mandou a bola para o fundo do gol.

Minutos depois, Romero conseguiu criar a melhor oportunidade do Timão nos 45 minutos iniciais. O paraguaio recebeu no meio, passou por três santistas e arriscou de longe. A bola passou por cima do gol de Vanderlei incendiando a torcida presente na Arena.

O camisa 11 do Corinthians ainda teve tempo de aplicar uma bela caneta em Gabriel antes do árbitro encerrar o primeiro tempo.

Um gol pra cada lado

A segunda etapa começou com mais um lance inacreditável de Gabriel. Aos quatro minutos, Sasha tabelou com o camisa 10 e deixou o atacante cara a cara com Walter. Gabriel, mais uma vez, mandou a bola para fora.

E se tem uma máxima que sempre funciona no futebol é “quem não faz, leva”. Aos seis minutos, Pedrinho passou para Rodriguinho na linha de fundo e o meia cruzou rasteiro para dentro da área. Roger, bem posicionado, só empurrou para dentro do gol abrindo o placar para o Corinthians. 1×0!

O atacante se exaltou na comemoração e foi para os braços da Fiel. Por conta disso, levou um cartão amarelo.

Aos 12 minutos, Maycon cruzou bola na área e Renato, ao tentar cortar, bateu com a mão nela. Os jogadores do Corinthians pediram pênalti, mas o árbitro não marcou nada. Apesar de sofrer o gol, o Santos continuou se portando melhor no segundo tempo. Aos 16, Jean Mota ficou com uma sobra, mas mandou a bola para bem longe.

Aos 22 minutos, o atacante Kazim recebeu um cartão amarelo no banco de reservas da Arena. O árbitro puniu o jogador por reclamação da não marcação de um escanteio para o Corinthians.

Minutos depois, Pedrinho, que teve noite bem discreta na Arena, protagonizou uma linda jogada. O meia recebeu na esquerda, deixou Dodô, Jean Mota e Pituca para trás e mandou uma bomba na direção de Vanderlei, que espalmou para escanteio.

Mesmo com Balbuena vivendo noite quase perfeita na zaga do Timão, o Santos conseguiu igualar o placar. Aos 29, Rodrygo cruzou na área e Victor Ferraz apareceu nas costas de Rodriguinho para cabecear para o fundo do gol. Tudo igual na Arena: 1×1.

Pouco antes dos 40 minutos, Loss realizou duas alterações na equipe. Roger saiu para a entrada de Emerson Sheik; e Pedrinho deu lugar a Mateus Vital. A última mudança, no entanto, não agradou aos torcedores presentes que vaiaram (e muito!) o técnico do Timão.

Apesar das alterações, o Corinthians seguiu vendo o Santos se portar melhor dentro de campo. O empate, no final das contas, acabou sendo bom para o Timão, que viu a equipe santista desperdiçar muitas chances de garantir a vitória em Itaquera.

Agora, Loss e seus jogadores iniciam a preparação para o duelo contra o Vitória, no sábado, na Arena Corinthians.

Fonte: Meu Timão

Leia também:
Corinthians tem parte da premiação na Copa do Brasil bloqueada por dívida; clube rebate
Com cabeça no Corinthians, Pedrinho pede tranquilidade para seu empresário
Treinador do Corinthians explica Sheik e Pedrinho titulares em Salvador; time deve mudar no sábado
Jadson reconhece situação desconfortável do Corinthians no Brasileiro e lamenta ‘gols dados’