Novela Jadson – Veja qual o motivo do entrave entre jogador e diretoria

novela-jadson

Jadson quer 3 anos de contrato para compensar dinheiro que deixou na China. Veja mais valores sobre a negociação.

A conversa entre a Think Ball, empresa que representa Jadson, e a diretoria do Corinthians nesta sexta-feira (27) evoluiu em relação aos detalhes financeiros, mas travou no tempo de contrato. A negociação segue, porém, o meia insiste em três anos de compromisso, enquanto o clube oferece dois. Mas qual a justificativa de Jadson para insitir em três temporadas?

O blog apurou que a explicação dada internamente pelo estafe do atleta é de que ele deixou de ganhar uma quantia importante ao rescindir seu contrato com o Tianjin Quanjian, clube com o qual tinha compromisso até dezembro deste ano por um salário muito maior em relação ao que vai receber no Brasil.

Assim, os representantes de Jadson passaram a fazer as contas tendo em mente recuperar o máximo possível das receitas que o atleta deixará de embolsar. Por essa versão, a quantia a ser gerada no terceiro ano é considerada fundamental em termos de compensação.

O salário de Jadson na China não foi revelado, mas era superior a R$ 1 milhão por mês. Também não foi divulgado quanto ele deixou de ganhar ao assinar a rescisão.

Conforme noticiado pelo UOL Esporte, a oferta corintiana feita na sexta foi de R$ 450 mil mensais e luvas de R$ 3 milhões diluídas ao longo do contrato. Em dois anos, ele receberia R$ 14,7 milhões. Nesses moldes, o terceiro ano renderia mais R$ 5.850.000.

Porém, as contas que os corintianos fazem levam em consideração, além das cifras, a idade do meia. Hoje com 33 anos, ele chegaria aos 36 no último ano do contrato por três emporadas. Daí bate a insegurança nos cartolas alvinegros sobre com qual fôlego ele estaria.

Jadson deixou a China porque seus representantes temiam que ele ficasse na reserva, já que o Tianjin decidiu trazer novos estrangeiros após vencer a Segunda Divisão local. Cinco podem ser inscritos, mas apenas três têm autorização para atuar em cada partida.

Segundo explicação dada por Marcelo Robalinho, CEO da empresa que cuida da carreira de Jadson, como o clube chinês decidiu pagar salários ainda maiores para os novatos, os representantes do jogador acharam justo pedir uma renovação contratual com equiparação salarial. A contraproposta chinesa não agradou e foi feito o acordo para a rescisão.

Agora o meia tem pressa para decidir seu futuro, mas, como ele deu prioridade para o Corinthians, nenhuma negociação será tocada até as conversas com os alvinegros serem encerradas.

 

Fonte: UOL

Leia também:
Fluminense finaliza ‘burocracia’, e Corinthians se aproxima de anúncio de Sornoza
Agente e advogado de Boselli são aguardados pela diretoria do Corinthians nesta quinta-feira
Corinthians e Santos finalizam detalhes para a realização de amistoso na Arena; data está definida
Quebra-cabeça: Corinthians inicia 2019 com 31 jogadores no elenco; oito são atacantes