Corinthians tem nova reunião por Jadson, mas adia definição de reforço

reuniao-por-jadson

Encontro entre diretoria e representantes serve para esclarecimentos, e negociação continua. Tempo de contrato é o entrave: Timão quer dois anos; o meia, três

Diretoria do Corinthians e representantes de Jadson tiveram uma nova reunião na manhã desta sexta-feira. Não houve, porém, definição sobre a contratação do meia de 33 anos, que seria o grande reforço para 2017. Uma nova rodada de negociações ocorre nos próximos dias.

A reunião só serviu para novos esclarecimentos entre as partes. Números de luvas e salários estão mais próximos, e o tempo de contrato continua sendo entrave: o Corinthians oferece dois anos, o jogador quer três. A diretoria alvinegra mantém a confiança e acredita que pouca coisa separa Jadson de seu retorno ao clube.

Marcelo Robalinho, representante do meio-campista, e Alessandro Nunes, gerente do Timão, iriam se reunir nesta quinta-feira à tarde para discutir os termos, mas o encontro foi cancelado por causa do meia Rodriguinho, que estava na mira do Fenerbahçe, da Turquia.

– Já foram discutidos todos os detalhes da possível volta dele, e agora vamos esperar. Não diria que contrato de três anos inviabiliza o negócio, mas estamos insistindo em dois. Eles têm todas as informações, aguardamos respostas – afirmou o diretor de futebol Flávio Adauto, na quinta.

As partes buscam agora um consenso sobre valores. O Corinthians descarta pagar os R$ 650 mil mensais e as luvas de R$ 10 milhões pedidos pelo jogador no início da negociação. O Timão gostaria de desembolsar cerca de R$ 450 mil de salários e aproximadamente R$ 4 milhões como premiação pelo acerto.

Uma das estrelas do time campeão brasileiro em 2015, Jadson deu prioridade ao Corinthians no retorno do futebol chinês, mas também vem sendo assediado por outras equipes brasileiras. Mesmo assim, ele já avisou que vai esgotar as negociações com o Timão antes de ouvir os demais interessados.

Jadson é visto pela diretoria e pela comissão técnica como a peça que falta para colocar a equipe em outro patamar. Por conta da experiência e do histórico bastante positivo no clube, o meia seria o ponto de referência durante o processo de reformulação do time.

 

Fonte: GloboEsporte

Leia também:
Fluminense finaliza ‘burocracia’, e Corinthians se aproxima de anúncio de Sornoza
Agente e advogado de Boselli são aguardados pela diretoria do Corinthians nesta quinta-feira
Corinthians e Santos finalizam detalhes para a realização de amistoso na Arena; data está definida
Quebra-cabeça: Corinthians inicia 2019 com 31 jogadores no elenco; oito são atacantes