Diretor do Corinthians volta a criticar negociação por Drogba

Flávio Adauto aposta em desfecho positivo ao Corinthians

Enquanto o Corinthians não anuncia um desfecho a respeito do interesse no atacante Didier Drogba, o clube ao menos segue deixando a Fiel ciente do que acontece nos bastidores da negociação

Questionado sobre o marfinense, Flávio Adauto, diretor de futebol do Timão, esclareceu a situação desde seu início até a parte que se encontra.

“No primeiro momento em que o Roberto conversou com a gente, estávamos em quatro pessoas, Fábio Carille, Alessandro, Roberto e eu. Na sequência, nós tivemos a divulgação, antes era só algo interno. De repente, vejo em vários sites, blogs, internet, nas redes sociais e fiquei muito preocupado. Nós estávamos colocando à frente da razão, uma vontade de todos em ter o jogador”, declarou em entrevista à Rádio Jovem Pan.

Preocupado com o atual quadro da negociação devido à enorme repercussão sobre Drogba, tendo em vista que o Corinthians ainda não possui nenhuma garantia, Flávio fez uma revelação. O diretor garantiu que o atacante Colin Kazim entrou em contato com Drogba, a pedido do clube, a fim de obter uma posição do atacante.

“Eu vou até fazer uma inconfidência aqui, sou linguarudo mesmo vocês sabem. Tem um jogador do Corinthians chamado Kazim, eu não vou esconder que logo mais aparece. Ele conversou longamente com o Drogba a nosso pedido. O Drogba estava sem saber o que estava acontecendo”, acrescentou.

Atento ao mercado e às últimas novidades sobre os detalhes que envolvem Corinthians e Drogba, o corinthiano se manifestou a respeito de concorrência pelo craque e o objetivo do Timão em concretizar o negócio.

“Só vi uma informação de que um site teria publicado que o Olympique de Marseille gostaria de ter o Drogba. Eu acho que o Corinthians é grande, ter potencial para encarar eu não diria um leilão, mas talvez chances de melhorar ou discutir um acordo”, argumentou.

Ainda sem o anúncio do marfinense de 38 anos, o Corinthians, até o momento, possui sete reforços para a nova temporada. Após encerrar os treinamentos no Brasil, o elenco do técnico Fábio Carille tem suas atenções voltadas à Florida Cup, competição na qual entra em campo na próxima quarta-feira.

Confira outros trechos da entrevista

Empolgação do torcedor

Estamos frustrando o torcedor? Vamos frustrar o torcedor? Prometemos uma Lamborghini e vão entregar um carro de menor peso? Essas preocupações eu não tive na minha cabeça, mas se vier eu quero vibrar igual qualquer torcedor. Sempre fui torcedor, mas sempre soube separar as coisas.

Fora dos padrões financeiros?

Se o empresário que está cuidando, se for o Gustavo Herbetta do Corinthians, se as pessoas que estiverem respondendo pelo Drogba forem as pessoas que podem falar por ele, forem as pessoas que trouxeram os números que nós analisamos… Se não tiver nada para atrapalhar, ninguém para oferecer mais ou coisas que fujam das possibilidades do Corinthians, eu diria que é uma maravilha. Se aparecer alguém oferecendo o dobro, triplo ou condições que não temos, a gente não leva.

Exigências do atleta

Quando eu digo condições boas, diria números de salários perfeitos, exigência de você ter uma forma de locomoção em São Paulo, ter onde morar. É lógico que temos que ter tudo isso preparado para um jogador desse porte. Os detalhes são muito simples e eu temo também. A gente tem o direito de querer o jogador, o Carille quer, o Alessandro quer, a torcida também quer, a diretoria quer. Então, que venha o jogador.

Mercado brasileiro

Seria também um desafio muito grande para o jogador. Eu não vejo jogador de ponta que não sonhe em um dia vir ao Brasil não só pelo carnaval do Rio de Janeiro, mas para jogar futebol. Eu sei que é sonho de muito jogador que não se concretiza. Muitos dão entrevista, falam e técnicos também, de que gostariam de estar no futebol brasileiro. Nesse caso, havendo um concorrente, iria pesar muito no que pensa o jogador.

Fonte: Meu Timao

Leia também:
Fluminense finaliza ‘burocracia’, e Corinthians se aproxima de anúncio de Sornoza
Agente e advogado de Boselli são aguardados pela diretoria do Corinthians nesta quinta-feira
Corinthians e Santos finalizam detalhes para a realização de amistoso na Arena; data está definida
Quebra-cabeça: Corinthians inicia 2019 com 31 jogadores no elenco; oito são atacantes