Corinthians pode perder segundo contrato de patrocínio em 2017

Camisa do Corinthians não terá mais o patrocínio da TIM

Na medida em que os resultados dentro das quatro linhas obtidos em 2016 não agradaram a Fiel, o mesmo também pode ser dito pelos patrocinadores ligados ao Corinthians

Sem a presença na Libertadores deste ano, o Timão, pouco tempo depois de não ter a parceria renovada com a Special Dog, também não irá prolongar o vínculo com a Tim, segundo noticiado pelo UOL Esporte.

Com acordo junto ao Corinthians desde 2010, a operadora de telefonia móvel optou pela não renovação do vínculo. A parceria, que rendeu R$ 3,5 milhões ao Timão por temporada, era proveniente do logo da Tim na numeração presente na camisa dos jogadores.

Sendo assim, na medida em que patrocinadores vão abrindo mão do Corinthians, a crise financeira – apontado como o principal problema do clube atualmente -, ganha cada vez mais proporções. Sem Special Dog e Tim, restam ainda mais dois patrocínios ao Corinthians: Caixa Econômica Federal e Apollo Sports Capital.

O primeiro deles possui contrato até abril deste ano e gera renda em aproximadamente R$ 30 milhões aos cofres corinthianos, a cada temporada. Ocupando o posto de patrocínio máster, a Caixa estampa o peito do manto alvinegro nas partidas.

O segundo deles, a Apollo Sports Capital, detém o espaço nas costas da camisa utilizada nos jogos, acima do número. Em vigência até dezembro de 2019, rendendo cerca de R$ 10 milhões por ano, a Apollo adota como estratégia o o aluguel da área, de acordo com a demanda de cada compromisso corinthiano.

Fonte: Meu Timao

Leia também:
Fluminense finaliza ‘burocracia’, e Corinthians se aproxima de anúncio de Sornoza
Agente e advogado de Boselli são aguardados pela diretoria do Corinthians nesta quinta-feira
Corinthians e Santos finalizam detalhes para a realização de amistoso na Arena; data está definida
Quebra-cabeça: Corinthians inicia 2019 com 31 jogadores no elenco; oito são atacantes