Léo Jabá se torna transferência mais cara de clube grego; Corinthians deve lucrar

Léo Jabá foi oficializado como novo reforço do PAOK FC (Foto: Reprodução/Instagram)

A transferência de Léo Jabá, ex-Corinthians, do futebol russo ao grego foi oficializada nesta sexta-feira. O perfil oficial da Elenko Sports, empresa responsável pela carreira do atacante de 19 anos de idade, anunciou a novidade nas redes sociais – o próprio jovem havia se despedido do FC Akhmat Grozny pela internet ao longo da semana e já está integrado ao elenco do PAOK FC para trabalhos de pré-temporada em solo holandês.

Apesar de os valores da transação não terem sido divulgados, a imprensa europeia especula o pagamento de 5 milhões de euros (R$ 21,6 milhões) pelo PAOK FC. Trata-se, assim, da contratação mais cara da história do clube grego.

O Corinthians, na ocasião da venda de Jabá ao futebol russo, manteve 20% dos direitos econômicos do atleta. Se confirmada a transação pelo valor citado acima, o Timão tem direito a receber aproximadamente R$ 4,3 milhões do clube grego – ainda tem cerca de R$ 600 mil por conta do mecanismo de solidariedade da Fifa.

Cabe aqui lembrar que os 55% de direitos econômicos de Jabá negociados pelo Corinthians junto ao FC Akhmat Grozny renderam algo em torno de R$ 7,5 milhões (foi vendido por 2 milhões de euros – menos da metade do valor acordado agora entre russos e gregos) – confira abaixo um episódio do Saudações Corinthianas sobre vendas ruins do Timão.

Com a camisa do FC Akhmat Grozny, Léo Jabá marcou três gols em 24 partidas disputadas na sua primeira (e aparentemente única) temporada nesta passagem pelo futebol russo. Pelo Corinthians, o atacante havia anotado um tento em 17 exibições.

Fonte: Meu Timão

Leia também:
Jair Ventura não esboça Corinthians titular para encarar o Vitória; trio não vai a campo e lateral é dúvida
Corinthians recebe aceno positivo de ‘concorrido’ Diego Tardelli por retorno ao Brasil
Corinthians deve receber oferta de europeu por Pedrinho, diz agente
Realidade bate à porta do Corinthians: luta contra o rebaixamento e quase fora da Libertadores 2019