Reservas do Corinthians perdem para Seleção Sub-20 no CT; veja quem foi bem e quem foi mal

Corinthians x Seleção Brasileira Sub-20 no CT (Foto: Rodrigo Vessoni/Meu Timão)

Os reservas do Corinthians perderam para a equipe Sub-20 da Seleção Brasileira, por 2 a 1, na manhã desta segunda-feira, no Centro de Treinamento Joaquim Grava. Tetê, do Grêmio, marcou os dois gols do adversário alvinegro. Roger, que entrou na segunda parte da atividade, descontou para o Timão.

A falta de entrosamento, como não poderia ser diante do cenário de uma equipe que pouco joga junto e que ainda foi modificada com substituições, foi nítida. Porém, o jogo-treino teve dois tempos distintos em relação ao desempenho dos jogadores corinthianos, principalmente em relação à intensidade do jogo.

Na primeira parte, um tempo lento, previsível, em que o Corinthians aceitou ser bem marcado e se preocupou mais em tentar se defender. A equipe foi a campo com a seguinte formação: Walter; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Marllon e Juninho Capixaba; Paulo Roberto, Thiaguinho; Marquinhos Gabriel, Mateus Vital e Júnior Dutra; Matheus Matias.

No segundo tempo, com as entradas de Bruno Xavier, Rodrigo Figueiredo, Roger e Kazim nos lugares de Marquinhos Gabriel, Júnior Dutra, Mateus Vital e Mateus Matias, a equipe cresceu de produção. A intensidade aumentou, as chances começaram a ser criadas. Uma bola na trave de Kazim… um gol de cabeça de Roger, após bom cruzamento de Bruno Xavier. Timão conseguiu descontar no placar: 2 a 1. Fim de jogo-treino.

Em tempo: Carlos Augusto, lateral-esquerdo e zagueiro, que pertence ao Corinthians e treina com os profissionais, foi o camisa 6 da Seleção Brasileira Sub-20. É o único do Timão na equipe.

Veja abaixo alguns destaques no jogo-treino:

Negativos

Léo Príncipe – sem jogar desde o início do ano, claramente sentiu falta de ritmo. Quase não foi ao ataque e deu espaços atrás.

Juninho Capixaba – apesar de uma clara melhora nos minutos finais, foi mal na maior parte do jogo-treino. Parecia sem confiança.

Matheus Matias – sem receber boas bolas para finalizar e com uma intensidade baixíssima de jogo, quase não conseguiu jogar.

Positivos

Thiaguinho – boa movimentação, boa intensidade e coragem de ir ao ataque. É mais segundo volante do que primeiro, de marcação.

Bruno Xavier – sem medo de tentar os lances mais agudos, bons passes e ainda fez o cruzamento para o gol

Kazim & Roger – os dois centroavantes entraram juntos e ambos foram bem. Primeiro colocou bola na trave, segundo fez o gol. Dois centroavantes num jogo pode ser uma alternativa?

Fonte: Meu Timão

Leia também:
Corinthians tenta contratação de Renato Neto; volante foi à Arena em jogo contra Millonarios
Osmar Loss lamenta derrota na Libertadores, mas exalta volume ofensivo do Corinthians
Corinthians sufoca Millonarios, não é eficaz e perde na estreia de Loss
Andrés banca Osmar Loss como novo treinador do Corinthians; comissão será reavaliada na Copa