Corinthians define operação de empréstimo de Léo Príncipe a clube português

Léo Príncipe será emprestado ao Vitória de Setubal até julho de 2019 (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

O Corinthians definiu a operação de empréstimo de Léo Príncipe ao Vitória de Setúbal. O lateral-direito, de 21 anos, ficará no pequeno clube da primeira divisão de Portugal até julho de 2019, com seus direitos econômicos fixados (valor não foi revelado).

Seu vínculo com o Timão termina no dia 31 de dezembro de 2019. A dúvida, então, fica por conta dos últimos seis meses de contrato. Caso pinte alguma oferta (do Vitória ou outro clube), o Corinthians deve vendê-lo. Se não tiver interessados, a tendência é que seja emprestado para um terceiro clube.

Léo Príncipe vive uma temporada complicada no Corinthians. Sem espaço com Fábio Carille, ficou cerca de seis meses ausente dos jogos – algo que o fez desabafar em entrevista exclusiva ao Meu Timão. Com Osmar Loss, voltou a ser relacionado. Mas sem chances devido à presença de Mantuan.

O Vitória de Setúbal é uma das equipes pequenas de Portugal, que tradicionalmente briga para não cair. Na última temporada (2017/18), por exemplo, precisou lutar até a última rodada para permanecer na elite do país europeu.

Nenê Bonilha, ex-volante do Corinthians, deixou o clube no último mês de maio após dois anos. Outros brasileiros, porém, seguem por lá: Luís Felipe, Patrick Vieira, Wallyson Mallmann e Allef, desconhecidos grande público brasileiro, serão companheiros do lateral-direito

Léo Príncipe tem 23 jogos como profissional no Corinthians, um gol marcado (Sport, pelo Campeonato Brasileiro de 2016, na Arena) e dois títulos: Paulista e Brasileirão, ambos em 2017.

Fonte: Meu Timão

Leia também:
Sem esquecer Balbuena, Andrés admite conversas em andamento por renovação de Romero
Déficit do Corinthians aumenta em 2018 e ultrapassa R$ 21 milhões; dívida total é de R$ 504 mi
Corinthians conhece seu grupo no Campeonato Paulista de 2019; mata-mata terá VAR
Corinthians tem parte da premiação na Copa do Brasil bloqueada por dívida; clube rebate