Rodriguinho ressalta fase financeira complicada do Corinthians e não descarta saída

Rodriguinho ainda falou sobre a fase do time e sobre o técnico Osmar Loss (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Um dos nomes mais valorizados do elenco atual do Corinthians, o meia Rodriguinho voltou a falar sobre a possibilidade de deixar o clube no meio do ano. O jogador garantiu não ter nenhuma proposta, mas que, se chegar algo, vai pensar no momento financeiro negativo do Timão.

“Eu tenho contrato até o fim de 2019 e não há nada de oficial. Se chegar, tenho que conversar com o presidente Andrés Sanchez para ver se é viável. Não é novidade para ninguém que o Corinthians não vive uma fase financeira muito boa. Então, isso pode ser bom para o clube. Se chegar, é sentar e conversar para ver o que é melhor para todos”, explicou o meia ao GloboEsporte.com, durante um evento nesta quinta-feira, em São Paulo.

Por enquanto, apenas o volante Maycon, negociado com o Shakhtar Donetsk, tem a saída confirmada do Corinthians. Outro nome muito especulado é o de Balbuena, mas a diretoria alvinegra garante que nenhuma proposta chegou até o momento pelo zagueiro.

Durante o evento, Rodriguinho também comentou sobre o momento atual da equipe. Já são quatro jogos sem vitória e uma incômoda 12ª colocação no Brasileiro durante a parada da Copa do Mundo.

“Tem sido um ano bom, proveitoso. Fomos campeões paulistas, eu entrei na lista de suplentes (da Seleção Brasileira) para a Copa do Mundo pelo trabalho que vem sendo feito há dois, três anos, e isso me deixa muito feliz. O momento da queda pode ser pelo fato de que o coletivo não está funcionando tão bem como já foi antes. Temos muitos desfalques, temos mudança de treinador, precisamos de um momento de adaptação. Essa parada será boa para colocar a casa em ordem, treinar bastante, ajustar o que não está bom, para que a gente possa voltar com força total”, ressaltou o jogador.

Por fim, Rodriguinho ainda falou sobre o trabalho de Osmar Loss. Com aproveitamento bem abaixo do esperado, o treinador está sendo bancado por Andrés Sanchez e recebeu apoio do meia.

“Ele se preparou bastante para isso, tem sua trajetória, está buscando o seu espaço. Todo mundo que tem uma oportunidade quer agarrar, não tem jeito. Muitas vezes as coisas não acontecem da forma como a gente deseja, porque tudo tem seu momento. O dele vai chegar, assim como foi com o Fábio (Carille): quando ele foi promovido, a desconfiança existia. Quando os resultados não acontecem, piora mais, mas ele tem que saber da sua capacidade, trabalhar bastante, que as coisas vão acontecer”, finalizou.

Rodriguinho, assim como seus companheiros, curte um período de folga. São dez dias até a reapresentação do elenco no CT Joaquim Grava, no dia 25 de junho.

Fonte: Meu Timão

Leia também:
Sem esquecer Balbuena, Andrés admite conversas em andamento por renovação de Romero
Déficit do Corinthians aumenta em 2018 e ultrapassa R$ 21 milhões; dívida total é de R$ 504 mi
Corinthians conhece seu grupo no Campeonato Paulista de 2019; mata-mata terá VAR
Corinthians tem parte da premiação na Copa do Brasil bloqueada por dívida; clube rebate