Renovação de Romero não avança nos bastidores; diretoria do Corinthians prevê dificuldades

Romero tem contrato até julho de 2019 (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

O Corinthians tenta ampliar o contrato de Romero desde janeiro, quando ainda era presidido por Roberto de Andrade. Mudou-se a direção, mas a dificuldade segue a mesma. A reportagem do Meu Timão apurou que, nos bastidores, as conversas pouco avançaram nos meses posteriores. Dois motivos são obstáculos para o aumento do vínculo, que termina no dia 14 de julho de 2019.

O primeiro é a indefinição quanto ao representante do jogador. Antes, o empresário Daniel Campos era quem conversava nas negociações. Mais recentemente, o clube foi informado que as conversas teriam de ser com Fernando Romero, irmão mais velho dos gêmeos Ángel e Óscar.

A outra questão é financeira. A renovação de contrato de Romero não passa por um simples acerto financeiro com o jogador e seu agente. O Corinthians também terá de fazer uma composição financeira com as pessoas que o trouxeram há quatro anos. Na ocasião, um grupo liderado pelo empresário Beto Rappa desembolsou US$ 3 milhões (R$ 6,6 milhões na cotação da época) para tirá-lo do Cerro Porteño (PAR).

Pelo acordo, feito pelo presidente Mário Gobbi, o Corinthians pagaria uma quantia não revelada para ficar com 20% dos seus direitos econômicos, permanecendo os outros 80% com Rappa e seus colegas. Caso Romero não seja vendido até o fim do contrato – julho de 2019 -, o Corinthians teria de reembolsar esses investidores, com correção monetária. O valor, atualmente, giraria na casa dos R$ 12 milhões.

Ou seja, agora para renovar seu vínculo, será necessário quitar o valor (ou ao menos parte dele) diante dos investidores. Toda essa composição terá de ser realizada nos bastidores.

Fonte: Meu Timão

Leia também:
Corinthians tenta contratação de Renato Neto; volante foi à Arena em jogo contra Millonarios
Osmar Loss lamenta derrota na Libertadores, mas exalta volume ofensivo do Corinthians
Corinthians sufoca Millonarios, não é eficaz e perde na estreia de Loss
Andrés banca Osmar Loss como novo treinador do Corinthians; comissão será reavaliada na Copa