Corinthians tirou dinheiro do futebol para pagar juros das obras da arena

Andrés Sanchez em visita ao CT Joaquim Grava

Ex-presidente Andrés Sanchez revela que clube mexeu no caixa para conseguir arcar com contas da construção do estádio em Itaquera

O alto custo das obras da arena, avaliada em mais de R$ 1,2 bilhão, continuam afetando as contas do Corinthians. De acordo com o ex-presidente Andrés Sanchez, um dos idealizadores do projeto, o Timão precisou tirar dinheiro do departamento de futebol para quitar parcelas do financiamento com o BNDES.

– Teve duas ou três vezes para pagar os juros. No ano passado – admitiu o deputado federal (PT-SP), em entrevista nesta segunda-feira à Rádio Bandeirantes, sem revelar valores.

Em negociação para modificar os termos do contrato com o banco estatal, o Corinthians deixou de pagar em maio do ano passado as parcelas de R$ 5,7 milhões do acordo. No entanto, o clube teve de continuar depositando mensalmente os juros do empréstimo, que superam os R$ 3 milhões mensais.

De acordo com o contrato, todo o dinheiro arrecadado com a venda de ingressos e propriedades do estádio (camarotes, cadeiras…) vai diretamente para o fundo que administra as contas do estádio. O Corinthians tenta alterar o acerto para ficar com uma parte do dinheiro. Hoje, a folha salarial do clube (entre funcionários e atletas) chega a R$ 12,5 milhões.

O remanejamento do dinheiro foi sentido pelo elenco de jogadores no fim do ano passado, quando o pagamento dos salários atrasou por cerca de 20 dias. O clube alegou que houve um descompasso no fluxo de caixa. Em dezembro, funcionários reclamaram do não pagamento da segunda parcela do 13º salário.

O Corinthians, aliás, sempre negou que precisasse tirar dinheiro de um determinado setor para pagar as contas do estádio, mas nunca escondeu que o contrato pela construção da arena atrapalha a saúde financeira do clube.

A crise financeira é o grande problema vivido pelo Corinthians desde 2015. Tanto que o departamento de finanças do Timão calculou que terá apenas R$ 13 milhões para investir na contratação de jogadores em 2017.

Fonte: Ge.com

Leia também:
Fluminense finaliza ‘burocracia’, e Corinthians se aproxima de anúncio de Sornoza
Agente e advogado de Boselli são aguardados pela diretoria do Corinthians nesta quinta-feira
Corinthians e Santos finalizam detalhes para a realização de amistoso na Arena; data está definida
Quebra-cabeça: Corinthians inicia 2019 com 31 jogadores no elenco; oito são atacantes